Thursday, July 9, 2015

E Lisboa?


Friday, June 26, 2015

Eléctricos: Mais para os Turistas, Menos para os Lisboetas


É cada vez mais frequente o uso por parte da CARRIS de material circulante dos electricos clássicos para fins meramente turisticos. 

Ontem, na Rua da Conceição, dia 25 JUNHO de 2015 pelas 15.30 passaram 4 electricos seguidos em serviço de «aluger».

Considerando que nós os utentes do electrico 28 estamos a perder qualidade no serviço devido à invasão insustentável por parte de turistas, é pois lamentável que a CARRIS continue a utilizar material circulante para uso exclusivo dos turistas em prejuízo dos moradores de Lisboa.

De igual forma é lamentável que a CARRIS esteja a utilizar parte dos carris do antigo electrico 24 também para mais um serviço destinado aos turistas.

Tanto interesse e investimento na direcção do "turista" e tão pouco investimento no serviço de transporte público. E assim se contribui irresponsavelmente para o conflito crescente entre turistas e residentes em Lisboa.

Wednesday, June 17, 2015

Turismo Sustentável em Centros Históricos: 18 Junho 21H














Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património] está a organizar uma nova tertúlia em Lisboa, fruto do excelente trabalho que o Grupo Lisboa da APRUPP tem vindo a desenvolver.

A tertúlia terá lugar já no próximo dia 18 de junhona Casa da Covilhã (Rua do Benformoso, 150, Mouraria, Lisboa) pelas 21h, sendo a entrada gratuita, mas sujeita a inscrição prévia através do email geral@aprupp.org.

O tema em debate será o turismo sustentável em Centros Históricos, tendo o caso da cidade de Lisboa como pano de fundo, mas podendo alargar-se a discussão a outros exemplos nacionais ou internacionais.

O painel de discussão conta com os seguintes oradores, a quem agradecemos uma vez mais a anuência ao nosso convite:

Rui Matos | Câmara Municipal de Lisboa
Filipa Bolotinha | Associação Renovar Mouraria
André Moura | Associação de Turismo de Lisboa
José Loureiro | Inn Possible Lisbon Hostel


Este evento conta com o apoio institucional da agência Maria, da Vida Imobiliária, da Casa da Covilhã, da Associação Renovar a Mouraria, do GECoRPA – Grémio do Património e do Inn Possible Lisbon Hotel.

Contamos com a vossa presença!

Foto: Fila da bilheteira do astelo de S. Jorge, Maio 2015.

Sunday, June 14, 2015

Terraços do Carmo: Obrigado Arquitecto Siza!








Aqui temos uma obra exemplar. Uma ideia clara, com desenho simples, obra bem executada. E o Mestre Siza dá uma lição de maturidade e inteligência com o uso extensivo da calçada portuguesa... Obrigado Arquitecto Siza!
PS: Como não teriamos ficado bem mais bem servidos se o projecto da Praça do Comércio tivesse sido entregue a Siza...

PUBLI-Cidade: Largo do Chiado Hoje




Friday, June 12, 2015

Deitando ao lixo a Lisboa Pombalina: Rua da Padaria



Ontem, dia 11 de Junho, contentor na Rua da Padaria / Largo de Santo António da Sé com portadas pombalinas... que qualidade têm estas obras? Haverá fiscalização?

ESPLANADAS: os "novos carros" do espaço público?


O Largo Rafael Bordalo Pinheiro ficou pouco tempo "bonito, simples e sem carros" O vazio é cada vez menos valorizado em Lisboa; Ontem já estavam a montar estruturas metálicas fixas para esplanadas; em breve este largo vai ficar com a mesma patologia do vizinho Largo do Carmo: sem 1cm livre para o cidadão comum, máxima ocupação abusiva pelas esplandas de cafés, restaurantes, quiosques, etc.

As esplanadas são os "novos carros do espaço público": estão a aparecer em todo o lado, em cima dos passeios, nos jardins, nas faixas de rodagem! Em Barcelona já há movimentos de moradores que se organizam contra esta ocupação sistematica do espaço livre dos bairros pelas esplanadas... mas nós aqui continuamos a assistir, passivamente, a todo este fenómeno da progressiva privatização do espaço publico. Não teremos direito a espaços de silêncio e de vazio?

LISBOA: safari urbano para consumo de turistas?







Quatro Eléctricos parados na Rua do Limoeiro, na tarde de 5ª feira dia 11 de Junho. A incompetência, a fealdade, o patético, e o difuncional transformados em atracção turística. Os turistas saiam dos electrticos para tirarem fotos, selfies até, junto da "cena do crime". Davam gargalhadas, entravam e saiam, divertidos com o espectaculo selvagem que Lisboa lhes oferece em cada esquina. É nisto que Lisboa se está a transformar. Uma figura patética, ridicula? Um mero safari urbano? A dignidade de Lisboa está a ser comercialziada, vendida por meia dúzia de tostões para simples entretenimento de um certo perfil de turistas. Lisboa turistificada à força?

Monday, June 1, 2015

Casa da Sorte na Rua Garrett: Parcialmente destruída‏!









Apenas parecem sobreviver os azulejos do Mestre Querubim Lapa nas fachadas exteriores e alguns dos paineis no interior; tudo o resto, o mobiliário, revestimentos de tectos, chão e paredes foi arrancado e partido como se tudo fosse apenas lixo. Os vidros das grandes montras foram pintados de branco talvez para não permitir a visão do vandalismo já realizado no interior. Lisboa está assim... selvagem, bárbara. O projecto desta loja é de 1962 do Arquitecto Conceição Silva. Esta loja faz parte da Carta Municipal do Património.