Sunday, February 15, 2015

PUBLI-Cidade: Praça da Figueira 18





Os dispositivos publicitários não podem ocultar elementos decorativos dos edifícios, conforme disposto no Artigo 13º da Deliberação n.º 146/AM/95. Praça da Figueira 18 / Rua da Prata - 10 telas de publicidade ilegais. Fotografias tiradas ontem. 

Saturday, February 14, 2015

PUBLI-Cidade: Largo do Chiado




Os dispositivos publicitários não podem ocultar elementos decorativos dos edifícios, conforme disposto no Artigo 13º da Deliberação n.º 146/AM/95. Largo do Chiado ontem.

Friday, February 6, 2015

Please Don't Buy Azulejos...





















https://www.facebook.com/rosapomar/posts/10153167189162519:0?fref=nf

Thursday, January 22, 2015

Programa da Conferência "Palácios Históricos de Lisboa - Memória, Ruína ou Futuro?"

















Programa da Conferência Palácios Históricos de Lisboa - Memória, Ruína ou Futuro? - Sala do Arquivo dos Paços do Concelho - Dia 24 Janeiro 2015 - 10 horas. Entrada Livre.

Tuesday, January 6, 2015

PUBLI-Cidade: Rua Augusta / R. S. Nicolau



Será que a DGPC aprovou a instalação de telas de publicidade ocupando a totalidade dos vãos do 1º andar, pelo exterior, do imóvel sito na Rua Augusta 109-111 torneja para a Rua de S. Nicolau 66 a 72 em Lisboa, conforme imagens que anexamos? Aguardamos esclarecimentos tanto da DGPC como da CML.

Friday, December 12, 2014

Tabacaria Mónaco Em Vias de Classificação!



ANÚNCIO N.º 292/2014 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 240/2014, SÉRIE II DE 2014-12-1264223908 Presidência do Conselho de Ministros - Direção-Geral do Património Cultural Abertura do procedimento de classificação da Tabacaria Mónaco, incluindo o seu património artístico integrado, na Praça D. Pedro IV, 21, Lisboa, freguesia de Santa Maria Maior, concelho e distrito de Lisboa

...

Bela notícia, desde logo para Guilherme Pereira, autor da petição à DGPC, que já tinha 2 anos quase. Muito contente, mesmo!


Foto: Arqueolojista

Monday, December 8, 2014

Grenoble tira mupis de publicidade das ruas

É uma imagem que passará a fazer parte do passado de Grenoble. Entre janeiro e abril de 2015, a cidade francesa, nos Alpes, vai eliminar quase 400 espaços para publicidade nas ruas, uma promessa eleitoral do ecologista que conquistou a câmara, Éric Piolle.
A autarquia vai perder receitas, mas afirma que os painéis publicitários já só rendem 100 a 150 mil euros por ano, quando antes rendiam cerca de 600.000.
“O modelo económico da publicidade está em rotura. Os anunciantes e os publicitários querem passar para ecrãs digitais. Nós não queremos. Não queremos que os estudantes, que as crianças das nossas cidades tenham de passar na rua por ecrãs publicitários”, refere uma adjunta do presidente da Câmara.
A experiência já foi tentada noutras cidades, como São Paulo, onde, salvo raras exceções, foram banidos os ‘outdoors’.
A população de Grenoble parece estar satisfeita com a iniciativa camarária.
Segundo um habitante, “estamos invadidos por publicidade, mas quando passeamos noutros países, noutras cidades onde não há publicidade, temos uma sensação de alívio”.
No lugar dos espaços publicitários, a autarquia vai plantar pelo menos meia centena de árvores.
http://pt.euronews.com/2014/11/26/grenoble-publicidade-nao-obrigado/
in euronews 26 Nov 2014
Nota: haverá na CML a coragem política de pelo menos retirar os mupis e quiosques como este na imagem (que mais não é que um mupi 3D mal disfarçado de quiosque!) das zonas históricas e junto a monumentos classificados?

Sunday, December 7, 2014

BAIXA: cada vez menos bairro, cada vez mais resort urbano

Mais 1 hotel na Baixa, na R. dos Correeiros. Lisboa a «mudar» mas para melhor ou pior?
Retirar, excluir, expropriar prédios às dezenas a favor de alojamento para turistas é «regenerar a urbe» ou destruir um bairro? 

Monday, December 1, 2014

PUBLI-Cidade: Cais do Sodré

...é assim em «ROMA CAPITALE» quando faz restauro de monumentos!
 ...e é assim que se faz restauro de monumentos em Lisboa capital!
 Rua do Alecrim / Cais do Sodré, vista do impacto da publicidade
E assim vai ficar o Monumento ao Duque da Terceira nos próximos 90 dias!

Wednesday, November 26, 2014

PUBLI-Cidade: ROMA civilizada versus LISBOA bárbara




Um bom exemplo (um bom compromisso?) de Regulamento para Publicidade em zonas históricas / imóveis classificados.

Em Roma existe um regulamento que é claro e sem margem para "interpretações abusivas".

Qualquer imóvel em obra numa zona classificada e que pretenda ter publicidade na tela de protecção, terá de reproduzir o desenho da fachada, a cores, e só uma área de cerca de 15% pode ser ocupada por patrocinador/publicidade.

Em Lisboa (em Portugal) é à vontade do freguês como podemos ver pelos exemplos aqui em baixo do Chiado e restauradores, acabadinhos de instalar em zonas classificadas como MIP / IIP.

O FCLX reuniu em Julho com a DGPC para tratar deste assunto e parece que finalmente vai sair um regulamento (Portugal, sempre a reagir e quase nunca a prevenir, planear atempadamente).

Ficamos pois a aguardar por um regulamento, idêntico ou melhor do de Roma, que tanta falta faz para salvaguardar os bens culturais de Portugal.

 Chiado / Camões / Bairro Alto (IIP)
Restauradores (IIP e ZEP de IIP/MN)

Tuesday, November 25, 2014

PUBLI-Cidade: Av. da Liberdade, 1 a 7


Dois exemplos de publicidade ilegal em imóvel classificado IIP e em ZEP de um MN.

Saturday, November 22, 2014

PUBLI-Cidade: Rua Bernardino Costa

Mais um exemplo da total anarquia na área do Cais do Sodré com telas de publicidade, ILEGAIS, publicitando marcas de cerveja, instaladas nos vãos de imóveis pombalinos classificados de MIP. Lisboa, de joelhos a lamber as marcas de cerveja... Lisboa cada vez mais uma capital do alcool?

Tuesday, November 18, 2014

PUBLI-Cidade: Praça dos Restauradores

E como já vai sendo habitual, não se vislumbram obras no imóvel, mas o património classificado já está a ser prostituido, com licença da CML e provavelmente o Amen da DGPC. Vamos ver quantos anos vai estar este prédio em «obras»... e quantas mega telas de publicidade como esta se vão impor aos nossos olhos. Quando teremos os critérios que se vêm em Itália, por exemplo?

Friday, November 7, 2014

Lisboa turistificada à força: TRAM TOUR da CARRIS


Enquanto os electricos da carreira 28 estão cada vez mais cheios, a CARRIS resolveu criar este ano mais uma carreira exclusiva para os turistas. Infelizmenmte parece que não está a ter a procura nem os resultados que se desejava pois os turistas continuam a encher o 28 para sofrimento de todos aqueles que dependem do 28 para ir trabalhar, regressar a casa, viver na nossa cidade.

Tuesday, September 23, 2014

Eléctrico 28: «Lives up to its terrible reputation»


It was our third time in Lisbon and this time we finally gave in and got on tram 28 to experience the (in)famous ride. The tram was not packed, but there were no free seats available either, so we had to stand. Only two stops later a group of four local looking men, one of them holding a fatigued and dirty map of Lisbon in his hand, poorly acting as tourists, tightly surrounded me and my boyfriend, even though there was more space elsewhere on the tram and their intentions were more than clear. Realizing what was about to happen we immediately escaped the encirclement but felt awful playing the cat and mouse game, with one of the pickpockets still behind us, so we got off at the nearest stop while holding our belongings as strong as we could and decided to take a walk instead.
We may visit Lisbon once more but for sure we are never going to take tram 28 again, even if we have absolutely nothing valuable on us. The experience was dreadful. The local authorities and the tram operator should be ashamed for tolerating this situation. in Trip Advisor, turistas de Dublin. Jun 29, 2014

Monday, September 8, 2014

CML continua a prostituir a Cidade Histórica...

















Será que a DGPC foi consultada como obriga a Lei para dar parecer sobre este "cabide gigante espetado no passeio" na placa central da Praça Luís de Camões em Lisboa? 

Um dispositivo de publicidade exactamente igual foi instalado junto à fachada lateral do Teatro Nacional D. Maria II na Praça de Dom João da Câmara também em plena zona de protecção de vários monumentos classificados.

Ambos os dispositivos foram instalados na noite de 4 para 5 de Setembro de 2014. E é provável que existam outros locais vítimas desta exploração comercial autorizada pela CML.

O que virá a seguir Sr. Vereador Sá Fernandes? Uma retrete gigante a publicitar uma marca de louças sanitárias na Praça do Município?

Monday, September 1, 2014

Em Singapura os idosos controlam as passadeiras

Em vez de terem de correr para atravessar a rua e evitar um atropelamento, os idosos de Singapura têm um cartão que lhes permite aumentar até 13 segundos o semáforo vermelho dos automobilistas.
Em Singapura, idosos e pessoas com dificuldades físicas têm direito a mais tempo para atravessar a rua. Tudo graças a um cartão atribuído pelas autoridades do país. Para ganhar uns segundos extra basta passar o cartão nos sensores dos semáforos. Desde 1970 que a idade média da população de Singapura duplicou, passando dos 19,5 para os 38,9 anos. O número de idosos aumentou, num país com uma das mais altas densidades populacionais do mundo e onde atravessar a rua pode ser uma verdadeira dor de cabeça devido ao trânsito.
Com o projeto “Green Man Plus”, as autoridades responsáveis pelos transportes de Singapura permitem que estas pessoas tenham em média mais seis segundos para atravessar a passadeira. Em ruas mais longas, o tempo extra é de 13 segundos.
Land Transport Authority vai expandir o projeto a várias passadeiras até 2015, num total de 495. Se a medida chegar a Portugal, os automobilistas podem ter de esperar bem mais pela abertura do semáforo. Com uma população cada vez mais envelhecida (a idade média dos portugueses é mais alta que a dos habitantes de Singapura, estando nos 42,6 anos), haveria muitos cartões para distribuir.


Sunday, July 20, 2014

Tuesday, June 24, 2014

A REVOLUÇÃO ESTÁ NO LIXO...?




Aspecto dos paineis da exposição de iniciativa municipal «A REVOLUÇÃO ESTÁ NA RUA» no Largo do Chiado e na Rua Garrett. No dia seguinte à inauguração muitos dos paíneis foram logo vandalizados, derrubados e assim ficaram... Há vários dias que servem de lixeira conforme se vê pelas imagens. Lisboa, cada vez mais vandalizada, abusada, imunda?